arisb@arisb.com.br(31) 3789-6125 | 3786-6125

COM PRESENÇA DA ARISB-MG, SEMINÁRIO EM BRASÍLIA APRESENTA RESULTADOS E DISCUTE PROJETO PPI EM RESÍDUOS SÓLIDOS

Aconteceu entre os dias 03 e 05 de março, em Brasília, o Seminário de Apresentação de Resultados e Discussão do Projeto PPI em Resíduos Sólidos, promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional – MDR. Entre profissionais do saneamento, representantes de agências reguladoras e entidades, a ARISB-MG esteve presente, representada pelo diretor técnico-operacional, Thimóteo Lima.

Entre os assuntos abordados dentro da temática do evento, foram apresentados e discutidos com os participantes os produtos previstos no Plano de Trabalho do Projeto, então elaborados.

Durante o seminário, realizado em Brasília/DF, foram apresentados os resultados e discutidos o projeto PPI em Resíduos Sólidos

Durante o seminário, realizado em Brasília/DF, foram apresentados os resultados e discutidos o projeto PPI em Resíduos Sólidos

De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, nosso país produz quase 80 milhões de toneladas de lixo por ano. Com esse volume, seria possível encher mais de 200 estádios de futebol com o material descartado em nossas atividades diárias. Apenas 3% desse total é reciclado e o Brasil deixa de arrecadar R$ 8 bilhões todo ano, segundo o MMA.

O Projeto PPI em resíduos sólidos contempla, ainda, um acordo entre Brasil e França, cuja última etapa está em fase de conclusão. O coordenador-geral de Regulação e Arranjos Institucionais do Ministério do Desenvolvimento Regional, Silvano da Costa, afirmou que a essa parceria permitiu elaborar os modelos de regulação e o manejo de resíduos sólidos urbanos.”

O diretor técnico-operacional da ARISB-MG, Thimóteo Lima, segundo da direita para a esquerda, em uma das apresentações realizadas durante o seminário

O diretor técnico-operacional da ARISB-MG, Thimóteo Lima, segundo da direita para a esquerda, em uma das apresentações realizadas durante o seminário

Presente no seminário, o representante da Expertise France, Nicolas Bourlon, explicou que a França irá acompanhar, também contribuirá financeiramente na implementação de projetos modelos criados durante a parceria. “Elaboramos um eixo que envolveu cooperação técnica, intercâmbio, capacitação e agora vamos apoiar os estudos-piloto”, explicou.

Para o diretor Técnico Operacional da ARISB-MG, Thimóteo Lima, a temática dos resíduos sólidos está avançando e ganhando corpo, está sendo possível criar uma base sólida que poderá ser replicada a outras regiões do país, a partir das experiências e aprendizados obtidos junto aos Projetos Piloto. “Destaco três pilares importantes que notei: a necessidade do Brasil, começando pelos cinco projeto-piloto, abraçarem a vertente dos resíduos sólidos com tecnicidade, planejamento e sustentabilidade econômica. A boa vontade dos atores envolvidos em criar um arcabouço de apoio aos trabalhos, que tenha a qualidade técnica e segurança jurídica para que possam obter sucesso nos pilotos, permitindo que a iniciativa seja replicada. E a importância dedicada ao fortalecimento da regulação dos serviços de resíduos sólidos, tendo em vista a sua importância para o sucesso do Projeto”, registrou.

Compartilhe

Rua Rio de Janeiro, 600, Centro, Sala 1501 - Belo Horizonte/MG - CEP: 30.160-911

(31) 3789-6125 | 3786-6125

arisb@arisb.com.br

Segunda a Sexta, 08:00 às 12:00 - 13:00 às 17:00