arisb@arisb.com.br(31) 3789-6125 | 3786-6125

INCÊNDIOS FLORESTAIS TAMBÉM PREJUDICAM O SANEAMENTO BÁSICO

Os incêndios florestais afetam o fluxo e a qualidade da água por causarem erosão do solo e assoreamento de córregos e rios, além de poluição das águas. Alteram os níveis de matéria orgânica, temperatura e pH, além da diminuição da oxigenação. Isso influencia os padrões de potabilidade, definidos pela Organização Mundial da Saúde, em águas superficiais mesmo após a extinção dos incêndios.

Em se tratando do abastecimento de água, o impacto pode ser sentido diretamente na prestação desse serviço por afetar os encanamentos e conexões hídricas. Também causam diminuição da capacidade de infiltração e recarga das águas subterrâneas.

De acordo com Art. 5º da Lei 10.312/1990, “é dever de todo cidadão, especialmente daquele que se utiliza de meio de transporte terrestre, aéreo e fluvial, comunicar a existência de foco de incêndio florestal à autoridade competente mais próxima ou, diretamente, à Central de Operações da Polícia Militar, sob pena de responsabilidade, na forma da lei.” Também “é dever do titular de cargo ou função pública e do servidor estadual comunicar a existência de focos de incêndio e participar das atividades de prevenção e combate, quando requisitado.” Para saber mais, acesse https://bit.ly/2XEjH82.

Compartilhe

Rua Rio de Janeiro, 600, Centro, Sala 1501 - Belo Horizonte/MG - CEP: 30.160-911

(31) 3789-6125 | 3786-6125

arisb@arisb.com.br

Segunda a Sexta, 08:00 às 12:00 - 13:00 às 17:00